Archive for the ‘Eric Clapton’ category

E uma garrafa de rum…

15/07/2012

Nesses meses monográficos não tive tempo para escrever por aqui ou mesmo para colocar um CD calmamente para escutar. Como não curto muito earphones, headphones etc., só me restou meu street midibox pra continuar a ouvir música, pois assim a música poderia me acompanhar do banho ao café da manhã sem problemas. Aproveitei pra tirar do limbo vários bootlegs em mp3 que havia baixado há tempos de um bom site, do qual não me lembro mais.

Entre eles, algumas boas surpresas que listo aqui:

♦ Bruce Springsteen live in Cleveland, 9 de agosto de 1978.

Espetacular! Ótima gravação, excelente show, no nível do Hammersmith Odeon em 75. Repertório do Darkness on the edge of town, antecipando Sherry Darling do album seguinte, The River.

Esse show tem versões antológicas de Prove it all night e Backstreets, que ganhou novo significado pra mim após ouvir este bootleg. Desde a abertura, com Summertime Blues, até o encerramento, com a dupla matadora Raise your hand e Twist and Shout, é pura adrenalina.

Setlist: Summertime Blues; Badlands; Spirit in the night; Darkness on the edge of town; Factory; The Promise Land; Prove it all night; Racing in the street; Thunder Road; Jungleland; Paradise by the C; Fire; Sherry Darling; Not fade away/Gloria/She’s the one; Growin’ up; Backstreets; Rosalita; 4th of July, Asbury Park; Born to run; Because the night; Raise your hand; Twist & Shout.

♦Bruce Springsteen live in Stockholm, 30 de outubro de 2006.

Show com a Sessions Band, na turnê que culminou no DVD Live in Dublin, e repertório relevantemente distinto. As músicas do Seeger Sessions são basicamente as mesmas do show na Irlanda, mas há muitas diferenças no repertório próprio adaptado para a musicalidade folk, como The Ghost of Tom Joad, uma transmutada The River, uma irreconhecível You can look but better not touch, e Fire, raridade também presente no show de 78.

Além de tudo, da empolgação do público sueco, o som tá impecável!

Setlist: Atlantic City; John Henry; Old Dan Tucker; Further on up the road; Jesse James; O Mary don’t you weep; Growin’ up; Jesus was an only son; Eire Canal; My Oklahoma Home; Love of the common people; The Ghost of Tom Joad; Mrs. McGrath; How can a poor man stand such times and live; Jacob’s Ladder; Long time comin’; Open all night; Pay me my money down; The River; You can look but better not touch; When the Saints go marching in; This little light of mine; American Land; Fire; Land of hope and dreams.

♦ Eric Clapton – Bottom Dollar: Santa Monica, 11 de fevereiro de 1978.

Um conhecido bootleg de Eric Clapton no Civic Auditorium. E não é por menos: o som é ótimo e o repertório impecável, com ótimas performances.

Setlist: Peaches and Diesel; Wonderful tonight; Lay Down Sally; Next time tou see her; The Core; We’re all the way; Rodeo Man; Fool’s Paradise; Cocaine; Badge; Double Trouble; Nobody knows you when you’re down and out; Let it rain; Knockin’ on Heaven’s Door; Last Night; Goin’ down slow; Layla; Bottle of red wine; You’ll never walk alone.

♦ Travis in Hamburg, 16 de novembro de 2003.

Tenho os dois discos básicos da banda, mas após esse simpático show na Alemanha devo voltar a investir neles.

Setlist: Happy to hang around; Re-offender; Writing to reach you; Pipe Dreams; Quicksand; Sing; Love will come through; Side; As you are; Driftwood; Somewhere else; Turn; The Humpty Dumpty Love Song; Why does it always rain on me.

Não fazem parte do mesmo pacote, mas também me fizeram boa companhia nesses tempos difíceis:

♦ Pearl Jam na Apoteose, Rio de Janeiro, 4 de dezembro de 2005.

Não é porque o show foi no Rio e eu estava lá… Havia de fato magia no ar. Esse show é antológico, como o do Franz Ferdinand no Circo Voador e do Echo & the Bunnymen no Canecão.

Setlist: Last Exit; Do the evolution; Save you; Animal; Insignificance; Corduroy; Dissident; Even flow; Leatherman; Given to fly; Daughter; Don’t gimme no lip; Not for you; Small Town; Down, Once; Go; Soon forget; Better man; I believe in miracles; Blood; Kick out the Jams; Alive; Last Kiss; Black; Jeremy; Yellow Ledbetter; Baba O’Riley.

♦ Peal Jam em Paris, 11 de setembro de 2006.

Os parisienses devem ter sentido algo parecido com os cariocas, pois só de escutar esse bootleg é possível sentir uma vibração especial, aquele dia em que tudo parece dar certo sobre o palco. Em 2006 eles já engrenavam a turnê do disco do abacate.

Setlist: Corduroy; Animal; Last Exit; Save you; World wide suicide; Dissident; Unemployable; Marker in the sand; Daughter; Half full; Thumbing my way; Even flow; You are; Love Boat Captain; Lukin; Not for you; Black; Life wasted; You’ve got to hide your love away; Parachutes; Better man; Rearviewmirror; Go; Do the evolution; Alive; Rockin’ in the free world; Yellow Ledbetter.

♦ U2, Chicago, Rosemont Horizon, 29 de abril de 1987.

Um dos mais eletrizantes bootlegs do U2. Cada turnê tem seu boot especial. Da Joshua Tree provavelmente é esse, ainda que os de Wembley, Denver e outro em Chicago (em outubro) mereçam toda a atenção.

Setlist: Where the streets have no name; I will follow; Trip through your wires; I still haven’t found what I’m looking for; MLK; The Unforgettable Fire; Bullet the Blue Sky; Running to stand still; Exit; In God’s Country; Sunday Bloody Sunday; Bad; October; Springhill mining disaster; New Year’s Day; Pride; Mothers of the Dissappeared; With or without you; Gloria; ’40.