Archive for the ‘Nadéah’ category

Nadéah

12/02/2016
Venus Gets Even

Venus Gets Even (2011), Nadeah.

Nadéah (aka Nadéah Miranda) é uma cantora e compositora australiana radicada em Paris, para onde migrou aos 18 anos. Passou um tempo na Inglaterra, onde fez parte da banda de rock underground The LoveGods, lançando dois álbuns independentes: Between Dogs and Wolves (2004) e Audience of One (2005).

Voltando a Paris, entrou no projeto Nouvelle Vague, participando dos álbuns 3 (2009) e Couleurs sur Paris (2010). Em 2011, lança seu primeiro disco solo, Venus Gets Even. O segundo tem lançamento previsto para 19 de fevereiro deste ano, While the heart beats, com algumas faixas já antecipadas em 2015: Met a Man, One Way Lie e Get out of your head.

Quando o Nouvelle Vague lançou a coletânea The Singers, composta de faixas solo de cada participante do projeto, a que eu mais gostei foi justamente a de Nadéah Miranda, At the moment, tirado do álbum de 2011, um misto de jazz antigo com música de cabaré emoldurando uma inusitada letra junkie. Neste carnaval, dei de cara com o clipe da música, algo um tanto fora do padrão. Pensei: quem faz um negócio desses deve ter mais coisas interessantes a mostrar. E de fato tinha.

Nadéah é um mulherão, literalmente. Uma loura alta e esguia, 1.85, no estilo de uma Taylor Swift, mas sem rendições ao mainstream. Tem uma atitude pop women’s empowerment pós-Madonna, mas sem as afetações comuns ao mercado norte-americano. Nadéah é, estilisticamente, um produto tipicamente europeu.

O som é um pop/rock alternativo de influências do cabaré francês, com alguma dose de experimentalismo (como se David Bowie vivesse na ponte aérea Berlin-Paris) e blues. Os videoclipes, gênero que não costuma me seduzir, sempre possuem uma sacada diferente que prende o espectador.

Enfim, talento, charme, beleza e atitude, uma mistura sempre irresistível. Só lamento não ter prestado mais atenção nela antes de 2012, quando veio ao Brasil (mas foi só em São Paulo, né?).

O clipe inusitado de At the moment, que me abriu os olhos e ouvidos, e o de Met a Man, feito com um lençol branco, um bikini, um iPhone, uma maquiadora e um editor de vídeo.

 

Anúncios